O Filho de Netuno, Rick Riordan

4 de julho de 2012


O Filho de Netuno
"Son of Neptune" 
Rick Riordan
Intrínseca 
426 páginas
Compare os preços

     Percy Jackson está correndo pela vida. Perseguido há dias por monstros que não podem morrer e escapando ele mesmo de golpes que deviam ser fatais, ele está cruzando os Estados Unidos sem a menor ideia do pra onde - ou porquê. Sua mente está confusa e tudo o que ele consegue se lembrar é um rosto e um nome: Annabeth. E então é tudo vazio - até o momento em que ele encontra Lupa, a loba, é treinado em combate e solto no mundo novamente. Seu caminho o leva até o Acampamento Júpiter; um lugar que vive e  leva á frente o legado romano. Lá ele é acolhido, faz novos amigos e inimigos e arruma sua próxima missão: uma viagem até o Alasca, fadada ao fracasso e ao provável sacrifício de seus amigos, para libertar a morte.
     
      O Filho de Netuno é o segundo volume da série Heróis do Olimpo, e é um livro bem nos moldes antigos e deliciosos de Percy Jackson. É ótimo. Admito que depois de Herói Perdido eu estava com um pouco de pé atrás com a coisa da narração compartilhada, nova mania do Rick, por que Percy é um personagem querido, que nós já conhecemos muito bem e os personagens tendem a ficar menos intensos com essa coisa de um a cada tantos capítulos... Mas deu certo. Aliás, deu mais que certo, foi lindo; ganhamos de volta nossa comédia e nossas risadas e nosso herói preferido – agora acompanhado de dois amigos quase tão adoráveis quanto ele. Acho que algo em torno da presença de Percy no livro deixa tudo melhor – ou isso é por que eu o adoro, e pronto.

     Nessa aventura, Percy realiza sua missão com dois amigos que são apenas isso, amigos, a quem ele rapidamente ama como a uma família. Eu achei uma mudança muito legal, uma vez que na série Percy Jackson propriamente, Percy, apesar de ter seus mil e um amigos, agia sozinho. Ele tinha Annabeth, é claro, mas não é exatamente a mesma coisa, já que eles tinham aquela dinâmica de vão-ficar-juntos-pra-sempre desde o primeiro momento. E Grover, bem, também não. Era aquela coisa do melhor-amigo-bode-que-foi-protetor. Já Frank e Hazel, os personagens principais dessa aventura ao lado de Percy, foram bem apresentados e embasados, e só fazem crescer no decorrer da história. Eles são bons amigos, corajosos, prontos pra dar a vida pelo motivo certo e fazem sentido mesmo sem o Percy. Eu associei essas características ao acampamento romano, que, desculpas, desculpas, conquistou mil vezes meu coração, mas devemos dar os louros a ambos sim, por que eles são uns lindos e acompanhar os capítulos pelo ponto de vista deles também foi ótimo. E isso faz a união deles ainda mais legal, eu acho. Eles são personagens independentes,  e isso faz a união deles ainda mais válida. 

      Frank é engraçado e sincero, e parece-se muito com Percy em um aspecto ou outro. Hazel, particularmente, foi uma boa surpresa, uma vez que não gosto muito de como o Rick constrói suas personagens femininas, como ele costuma justificar suas ações ou expor seus pensamentos. Digo isso, é claro, por causa da Piper de Herói Perdido e Sadie das Crônicas dos Kane, que me irritam horrores com o comportamento egoísta, mimado e previsível. Hazel, a mais nova das três, é madura, responsável e sabe manter o controle – de sí e dos outros. A mais nova, a mais frágil e a que caminha de cabeça erguida para uma missão suicida – ainda sim, a que mantém os garotos unidos e até os consola, vez em sempre. Como não adorar?  

    A aventura é boa e, como sempre, corrida; Percy, Frank e Hazel tem apenas quatro dias pra ir até o Alasca, matar um gigante, recuperar uma águia, não morrer, e voltar. Vemos algumas carinhas conhecidas sob novos ângulos, temos relances das histórias antigas, pequenos mistérios que se quebram aqui e ali. Rick tem a maestria de encaixar suas histórias em pontos que nem nós nem sabíamos que precisavam de conexão, incorporando o mundo romano ao grego e unindo os heróis em suas batalhas, mesmo que eles não percebam. Particularmente, acho isso genial.

    A história, apesar de fazer parte de uma série, termina, concluindo - e muito bem - a missão que é apresentada. Mas nunca foi tão claro o gancho para o próximo livro, e nunca ficou tão no ar o cenas do próximo capítulo no final do livro. Rick, mais uma vez, está nos torturando. O Marca de Atena, próximo livro da série, promete mil e uma surpresas e nem todas parecem agradáveis e vai sair em inglês em Outubro. Só deve chegar aqui ano que vem. Ai, meu pobre coração.

   Enfim, corra pela sua vida e vá ler esse ótimo livro da série, por que Percy está de volta e trouxe muito mais mistério, muito mais perguntas, mais aventura e muitas, muitas risadas. Acompanhe o nosso filho de Poseidon Netuno favorito junto com seus novos e poderosos e adoráveis amigos, Frank e Hazel, em mais uma missão que vai salvar o mundo. Recomendadíssimo.

  Beijo, beijo,
  Thai.
   

Comente e participe do Top Comentarista! Clique na imagem. 

10 comentários:

  1. Continue Assim você está fazendo um ótimo trabalho!
    Estou louco para ler o Filho de Netuno , já li o Herói Perdido muito bom mesmo os Heroes do Olimpo.
    Acesse o Link -> http://www.instintodeler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Muito boa a resenha, adorei me deu mais vontade de ler mais ainda, agora não vou sossegar enquanto não ler !

    ResponderExcluir
  3. Ainda não li este livro , pois por enquanto só li o ladrão de raios , como quero ler todos os livros de Percy Jackson, vai ficar mais para frente, mais sua resenha da para tirar que ele vai viver muitas aventuras com seus amigos .

    ResponderExcluir
  4. Só li O Herói Perdido, mas estou doida para ler esse. O tio Rick sempre nos encanta e nos deixa roendo as unhas pelos próximos livros e novas aventuras. Estava morrendo de saudades do Percy, quando vi que ele voltava nesse livro fiquei muito feliz!

    ResponderExcluir
  5. Adorei sua resenha, fiquei muito curiosa em relação a história. Espero poder lê-lo logo pois fiquei com muita vontade de lê-lo ainda mais depois de ler os suas comentários muito positivos sobre o livro.
    Parabéns pela ótima resenha.

    ResponderExcluir
  6. OMG, nao via a hora deste livro sair, tio Rick muito fofo. Já li todos os livros da serie Percy sinceramente fiquei super triste por ter acabado, mas dai o tio Rick vai lá e lança 'O Heroi Perdido' fiquei tão feliz. Amei os livro,e que final foi aquele mean ?, fiquei super curiosa pela continuação nao via a hora dele lançar o proximo.Amo as narrativas que o tio Rick faz. Preciso deste livro, urgente

    ResponderExcluir
  7. Marisa Oliveira Novaes4 de agosto de 2012 14:00

    Adorei a resenha. Gosto muito dos livros do Percy e sua resenha fez com que eu ficasse mais curiosa sobre o livro. Espero ler ele em breve. Beiijo.

    ResponderExcluir
  8. Eu adoro os livros do Tio Rick e tenho certeza que esse livro vai ser tao bom ou8 ate melhor que o primeiro da serie.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. com certeza foi melhor que o primeiro. Agora, se melhor que PJO... não sei, não sei. A primeira série é feita e amor e inocência, rs.

      Excluir

rabisque você também:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Layout por Thainá Caldas | No ar desde 2010 | All Rights Reserved ©