A Pirâmide Vermelha - Rick Riordan

6 de fevereiro de 2011



Mesmo não tendo lido Percy Jackson inteiro (não atirem em mim, por favor), eu vi, nitidamente o estilo Rick Riordan. É muito parecido mesmo, gente. E eu não estou falando só de protagonistas de 12 anos (Carter, eu sei que você tem 14) e títulos engraçados que dizem exatamente o que vai acontecer durante os capítulos. Estou falando também do que eu chamo de 'Aprenda brincando'. 


Pausa para o meu cérebro assimilar que eu acabei de ler alguém dizendo que esse livro é muito melhor que Harry Potter.  Meu Deus, cada um com sua opinião, mas NÃO.

Enfim, deixem eu explicar o que quer dizer 'Aprenda brincando' nesse caso. Apesar de eu achar auto-explicativo. Enquanto em Percy Jackson a gente aprende sobre mitologia grega, sobre deuses do Olimpo e tal em A Pirâmide Vermelha aprendemos sobre o Egito Antigo. Tcharãa. Mas, eu gosto muito da história do Egito, gente, é muito interessante. E eu gostei muito de ver vários hieróglifos desenhados pelo livro, gostava de ficar tentando adivinhar o que eles significavam. 

Em A Pirâmide Vermelha, há dois protagonistas que narram a história. Na verdade, a história é uma gravação que Sadie e Carter revezam, dois capítulos Carter, dois capítulos Sadie. Carter  é um garoto afro-americano de 14 anos que vive viajando pelo mundo, sem ter uma casa de verdade, com o pai, Julius Kane. Já Sadie é uma menina loira de 12 anos que mora em Londres com os avós desde que sua mãe morreu. E Carter e Sadie são irmãos. 
 
Julius Kane vive com seu filho mais velho, porém só pode visitar sua filha duas vezes por ano, desde que sua mulher morreu em um acidente há seis anos atrás. E é chegado o dia de uma dessas visitas, véspera de Natal. Ele e Carter buscam Sadie na casa de seus avós e, para a decepção dela, eles vão para o British Museum, mesmo depois de um encontro estranho com um homem estranho, porém familiar, chamado Amós. Lá, Sadie e Carter ignoram a ordem de seu pai de ficar longe e acabam presenciando algo que eles não sabem o que é exatamente. 

Em uma tentativa de continuar o que ele e sua mulher começaram, Julius liberta Set , um deus egípcio não muito simpático, explode o museu e acaba preso em uma tumba e é engolido pelo chão. Deixando Carter e Sadie sozinhos para encarar a polícia e mais pessoas estranhas que parecem não ter certeza se devem matá-los ou não.

De volta a casa de seus avós, para a surpresa de todos, a polícia decide que eles não podem mais ficar na Inglaterra, como cidadãos americanos, eles são deportados. Sadie e Carter descobrem, então, que Amós é o irmão de Julius e partem com ele.

A partir daí, começa uma série de loucuras desconhecidas para Sadie e coisas que Carter poderia apostar que eram apenas lendas começam a virar realidade. Eles começam a descobrir, então, o tamanho da responsabilidade que tem nas mãos, que o perigo se aproxima e que eles tem muito o que fazer em muito pouco tempo. E eles podem contar apenas com um tio que eles não sabem o quanto podem confiar, um babuíno muito legal chamado Khufu que só come alimentos terminados em 'o', tipo flamingo; um crocodilo branco chamado Filipe de Macedônia - risos - e Muffin, a gata de Sadie, presente que seu pai lhe dera antes que eles se separassem há seis anos. 

Próximo livro
A Pirâmide Vermelha, primeiro livro da série As Crônicas dos Kane, é um livro cheio de animais que fazem que coisas muito dignas, deuses, demônios, deuses menores e muita história legal. Mas confesso que não consigo levar morcegos de frutas a sério. Vários personagens muito bem feitos, alguns que fazem você se apegar de verdade. Eu gostei muito do Carter e da Sadie, não muito do pai deles, e Khufu, Filipe e Muffin também são geniais. 

Gostei muito, recomendo, mas, ainda assim, não nasci para ser fã louca do Rick Riordan como meio mundo parece ser. Sorry, guys. Não é pra mim. Pretendo continuar com o próximo livro The Throne of Fire - O Trono do Fogo, não sei se vai ser isso mesmo, mas deve ser - porque eu gostei do primeiro e, mesmo tendo um desfecho, deixa mais corda pra continuar a história. Não está tudo resolvido ainda. 

Vamos então esperar pelo próximo livro, que eu ainda não sei quando vai ser lançado no Brasil e, enquanto isso, vocês podem ir comentando por aqui ^^. 

Beijos, beijos, 
Zoe

ps.: Adoro essas capas, espero que The Throne of Fire fique igual também *-*.

13 comentários:

  1. Estou lendo esse livro agora e estou amando! É muita aventura pra um só livro, aff!!!
    Sua resenha ficou ótima!
    Bjus!

    ResponderExcluir
  2. Tem selinho para você no meu Blog!

    http://camilemos.blogspot.com/2011/02/selinhos-e-meme.html

    Beijoo :)

    ResponderExcluir
  3. Ain!
    Quero tanto ler.
    Parece ser divertido, cheio de informação e muito bom de ler como Percy Jackson.
    Beijoca meninas.

    ResponderExcluir
  4. Olá
    Li toda a coleção de Percy e o olimpianos e simplesmente adorei a saga.
    Assim que der eu vou comprar esse e ver quão bom o Rick continua.

    http://nodivadamoca.zip.net/

    ResponderExcluir
  5. Oi!!
    Eu já li esse livro e gostei, mas como você disse, não é HP ;)
    Eu gostei mas não estou louca pela continuação... Não gostei da história ter 2 narradores, achei bem confuso.
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Sou fã louca de Rick Riordan, fato. HAHA
    Acho comparações entre Percy Jackson e Harry Potter completamente sem sentido, assim como entre HP e a saga Crepúsculo (vampiros e bruxos?! hein?!). Amo o pessoal de Hogwarts de paixão desde o início da adolescência enquanto a saga dos Olimpianos só surgiu quando eu já estava na casa dos vinte *velhice* não dá pra comparar o que eu senti lendo cada um dos dois.
    Assim como eu não compara As Crônicas dos Kane com PJ, que são sagas completamente diferentes, embora do mesmo autor.
    Acho todos ótimos, com exceção do vampiro purpurina!
    E eu me apaixonei perdidamente por Filipe da Macedônia *-* HAHA

    ResponderExcluir
  7. Eu adoro Percy Jackson. Por isso, estou muito interessada em "As Crônicas dos Kane". òtima resenha!!!

    ResponderExcluir
  8. Eu comecei a ler o primeiro livro do Percy Jackson, mas abandonei pq achei um infanto-juvenil pro meu gosto...tenho a impressão de que A Pirâmide Vermelha segue o estilo, então... :S

    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Olá.
    Eu recomendo, gostei muitoo... porem ha algumas coisas que li como o comentario da Sora que concordei como ter 2 narradores e tal. Se bem que deu um certo tom de comédia principalmente pelos 2 serem irmãos. Quem tem irmão(a) sabe o que estou dizendo. rs.

    Outro livro que recomendo é A Batalha do Apocalipse.

    Boa semanaa a todos.

    Felipe.

    ResponderExcluir
  10. Bem, eu amei este livro. E li toda a série do percy, aprendi muito com ambos os livros, e achei os personagens divertidos e intrigantes. O próprio estilo do livro é muito interessante, levando pelo fato que é divertido, e os narradores-personagens: Carter e Sadie Kane, conversam conosco como se fossemos amigos, o que acho muito bom quando se trata de livros. Como sempre, Riordan me surpreendeu, principalmente no final. Amei tudo!

    ResponderExcluir
  11. Eu já li Percu Jackson, e aprendi a gostar de mitologia grega, antes um assunto que eu achava um tédio toal hehe
    Eu queria ler esta série, mas por enquanto para mim não vai dar...
    Comparações a parte, porque falemos sério, é bem ridículo.

    Lieh - Mundo Silenciso
    http://silentmyworld.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  12. Olá, quero ler toda a coleção de Percy e o olimpianos.

    ResponderExcluir
  13. Olá, quero ler a série do Percy..
    :)

    ResponderExcluir

rabisque você também:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Layout por Thainá Caldas | No ar desde 2010 | All Rights Reserved ©